Últimas notícias

Trasnlate:

domingo, 5 de junho de 2016

FBJJ tem sucesso na I Etapa do Baiano de Jiu Jitsu

Cerca de 300 atletas, de várias regiões do Estado, disputaram a I Etapa do Campeonato Baiano de Jiu Jitsu neste domingo (5), no Ginásio do Clube Bahiano de Tênis, na Barra.


Por: Miguel Brusell
Fotos: Gabriela Simões

Com uma boa organização, bom público e um bom número de atletas começou, neste domingo, a disputa do mais antigo e tradicional Campeonato Baiano de Jiu Jitsu do Estado, realizado pela Federação Baiana de Jiu Jitsu (FBJJ) em parceria com a Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP), X-Combat e o canal Band Sport.

Responsável pela revelação de vários atletas campeões não só do Jiu Jitsu como também do MMA, a FBJJ, também, tem contribuido com a formação de cidadãos com forte valores morais para a sociedade. A disputa começou, pontualmente, às 10 horas com disputas  GI (com kimono) e NO GI (sem kimono).


Feliz com o novo momento que o Jiu Jitsu esta passando, com a  parceria com a CBLP, X-Combat e o Band Sport, o sensei Ricardo Carvalho comentou. "Após o Grand Slam, que aconteceu aqui, realizamos a primeira etapa do Campeonato Baiano, show de bola, com 300 atletas. É apenas o recomeço da Federação Baiana de Jiu Jitsu que tem o lema "Jiu Jitsu contra as drogas". Vamos ter, ainda este ano, mais três etapas do Baiano e mais três eventos internacionais, com a CBLP. Portanto, é um retorno em alto estilo, graças à Deus, e a parceria com o Baiano de Tênis. Vamos cumprir um grande calendário, até o final do ano", revela o sensei.

A I Etapa do Baiano de Jiu Jitsu contou com a participação de atletas americanos, como a estudante Jessica Hell, que veio do interior da Virginia para lutar Jiu Jitsu na Bahia. "Vim para a Bahia estudar, estou terminando a Faculdade, trabalhando e, quando cheguei aqui, comecei a treinar com a Equipe Edson Carvalho, que se tornou como uma família para mim, agradeço muito. Comecei a treinar aqui em Salvador e eles me acolheram e ne ajudaram com tudo, aqui em Salvador", revela a jovem americana.

A competição, também, contou com a presença do lutador de MMA, Yure Moura que disputou a categoria sem Kimono. "Graças à Deus, o treino da gente na LG Sistem, com o professor Leonidas, está muito duro, a galera bem pesada, também, então, eu me senti bem confortável na luta, mesmo o adversário sendo grande e pesado. Tenho oito lutas no MMA profissional, dei uma paradinha, agora, estou me dedicando mais ao Jiu Jitsu e ao Submission, mas, futuramente, pretendo voltar a lutar no MMA", revelou o atleta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário