Últimas notícias

Trasnlate:

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

FBJJ tem mais um sucesso na II Etapa do Baiano de Jiu Jitsu

Mais uma vez, o ginásio de esportes do Clube Bahiano de Tênis ficou lotado com a II Etapa do Campeonato Baiano de Jjiu Jitsu que teve disputas GI (com kimono) e NO GI (sem kimono).

Por: Miguel Brusell
Fotos: Gabriela Simões

O Campeonato Baiano é realizado pela Federação Baiana de Jiu Jitsu (FBJJ) em parceria com a Confederação Brasileira de Lutas Profissionais (CBLP), X-Combat e o canal Band Sport.

Desde as primeiras horas da manhã, a movimentação no ginásio foi intensa com atletas das categorias Mirim à Super Sênior, da faixa branca à preta. Um dos momentos de maior emoção da segunda etapa foi a disputa do cinturão NoGi na categoria Absoluto, sem limite de peso. Os atletas da equipe LG Sistem, do sensei Leonidas Godim fizeram bonito.

Erick Marinho, o Kong.
A final foi disputada entre o faixa preta, Erick Marinho, o Kong e faixa marron Jailton Júnior, o Malhadinho, com vitória para o primeiro. "Das três lutas que fiz foi a mais dura, mesmo no clima de brincadeira, ainda assim, tô ofegante até agora. Nas outras duas, quase não sai ofegante. Malhadinho é um faixa marron duríssimo, lutador de MMA, treina comigo todos os dias e é sempre um treino duro", contou o vencedor.

Feliz, o sensei Leonidas Godim contabilizou o resultado. "Nós vencemos em todos os nosso pesos que disputamos hoje e no absoluto também, fechamos com o primeiro e o segundo lugar. Pra mim é um prazer treinar todos os dias co essa galera, são como filhos para mim. Esse evento vem se fortalecendo em Salvador, cada etapa vem melhorando. Isso é muito importânte para a nossa cidade, até para levantar a qualidade de outros eventos e o sensei Ricardo (Carvalho) esta de parabéns pela iniciativa de estar colocando um evento de pano com um sem pano", completa o sensei.

Os senseis Leonidas Godim e Ricardo Carvalho.
Nas disputas com Kimono, uma boa participação das meninas que estão abraçando, com vontade, a prática do Jiu Jitsu. Luciana de Almeida veio de Madre de Deus e treinou duro para vencer. "Treino duro, luta dura, mas eu consegui. Eu trenei, ne. Eu treino pra isso e eu dei meu melhor, perdendo ou ganhando. O Jiu Jitsu mudou a minha vida. Antes eu era muita confusão e agora estou mais calma, graças ao Jiu Jitsu", afirma a atleta.

O sensei Ricardo Carvalho falou sobre mais um sucesso da FBJJ. "Graças à Deus estamos dando continuidade ao ranking que vai se fechar no dia 30 de Outubro com a terceira etapa. Então, 300 atletas, sucesso total nesta parceria não só com o Clube (Bahiano) como a CBLT, a Band Sport, o EsporteNaRede, isso é muito inportânte porque mostra que estamos crescendo, cada vez mais, o nosso trabalho, aqui na Bahia, de maneira organizada. É bom frisar que tem mais de dez projetos sociais participando, aqui, sem custo, incentivando os atletas que não tem condições, a incluir, neste evento esportivo", revelou o sensei.



Um comentário: