Últimas notícias

Trasnlate:

terça-feira, 11 de abril de 2017

Baianos se encontram na convenção mundial do Team Carvalho

Representantes do Team Carvalho em 30 países vão se encontrar na cidade de Braunshausen, na Alemanha, entre os dias 10 e 17 de abril, para a convenção mundial anual da equipe.

Flávio Vidal e Valtonei Chagas, o Piti Gladiador.
Por: Miguel Brusell
Foto: Gabriela Simões

Será a sétima convenção mundial do Team Carvalho que irá reunir faixas-preta de Jiu Jitsu formados na Bahia e que trabalham em 30 países espalhados pelo mundo. Nesta edição, a convenção terá um atenção especial com os praticantes de Jiu Jitsu portadores de necessidades especiais. O objetivo é divulgar a inclusão social através da prática da milenar Arte Marcial.

Três Faixas-preta da Bahia, portadores de necessidade especial, foram convidados pela organização da convenção para dividir as suas experiências com os presentes. O biamputado Flávio Vidal, o deficiente visual Valtonei Chagas, o Piti Gladiador e o deficiente auditivo Ricardo Tannus que, além de ser faixa-preta de Jiu Jitsu, também é Karateca e lutador de MMA.

Coloque o mouse sobre a foto e confira o Slide Show:
Baianos se encontram na convenção mundial do Team Carvalho. Fotos: Gabriela Simões

Alguns faixas-preta do Team Carvalho.
O biamputado Flávio Vidal perdeu o braço e a perna esquerda em um acidente de moto. Já era faixa-preta e utilizou o Jiu Jitsu para superar a depressão após o acidente. "Ajudou muito porque a gente tem um trabalho, circunstancial, no chão e esse trabalho, que foi feito ao longo de tempo, me deu a superação, após o acidente. Não deu para abater, para entrar em depressão, nem nada. É vida que segue, graças ao time Carvalho e seus participantes que me deram força tanto espiritualmente, como motivação. Eu tô aqui, na guerra ainda", conta o sensei.

Já Piti Gladiador chegou à faixa preta sem enxergar. Foi o primeiro deficiente visual da Bahia a atingir esta graduação e comemora a chance de viajar. "Essa oportunidade, eu venho almejando desde quando entrei no Jiu Jitsu. Eu disputei dois campeonato, em São Paulo, aonde fui Campeão Brasileiro e Mundial e ficou faltando um outro sonho que é conhecer outro país, através do Jiu Jitsu", revela o campeão.

Animado, o sensei Ricardo Carvalho falou sobre o encontro. "Realizamos, há poucos dias, a primeira etapa do Campeonato Baiano e vamos agora para o segundo evento que é a convenção mundial do Team. Vamos fazer o encontro dos 30 países, todos professores formados aqui na Bahia e isto mostra que o trabalho que começou aqui vem expandindo e se espalhando pelo mundo. Este ano, o evento será voltado para educação das crianças e pessoas desabilitadas que se superaram através do esporte e hoje são exemplo de vida, não só no Brasil, como no mundo todo", explicou o sensei Carvalho.



Nenhum comentário:

Postar um comentário